Jornais

Logo pela manhã você abre o jornal e lê notícias que podem comprometer seu dia. Sabe, por exemplo, que os ministros da Corte Suprema movem céus e terras para impedir que um determinado banqueiro durma na cadeia, nem que seja por uma noite apenas. Qual a razão dessa preocupação toda? Ninguém sabe. Está no mesmo jornal, também, que uma criança de nove anos foi seqüestrada, violentada e morta, e se corpo achado no interior duma mala. Por todo o mundo fanáticos religiosos se transformam em bomba e destroem os “infiéis”; fome, miséria e guerra assolam o lindo continente africano; a natureza não dá tréguas, regiões são devastadas por secas medonhas, outras se afogam debaixo de chuva incessante e morta, enquanto as geleiras derretem e sobem os oceanos. Ufa!

Essas notícias diariamente estampadas nos jornais nos dão a falsa impressão de que o mundo vai acabar, que os escândalos dos políticos destruíram as instituições, que a natureza vai exterminar o homem da Terra. Mas nada disso vai acontecer. O planeta já atravessou eras piores e vai continuar seu caminho de desenvolvimento e evolução. Não há nenhum fim do mundo programado para acontecer, tudo isso é profecia dos infelizes que se dizem “profetas”.

Não se deixe abalar por conta dos noticiários diários. Aprenda a ler, ouvir e ver, mas não assimilar. Sei que é difícil deixar para lá a história da menininha dentro da mala, mas você não pode fazer nada para reverter isso. Acredite que as autoridades responsáveis farão o possível para prender e punir o responsável por crime tão execrável. Quanto aos políticos, de quatro em quatro anos você tem a chance de modificar o quadro, e basta para isso escolher alguém digno do sua voto.

Não se esqueça de que, junto às notícias cruéis, há também histórias de pessoas boas e nobres que trabalham para modificar o mundo para melhor e estabelecer nele a tão ansiada paz. Filie-se então a essas pessoas elevadas e faça algo para modificar as coisas, nem que seja em relação aos que o cercam, quer em casa quer no ambiente de trabalho, ou no trânsito ou num passeio turístico. Estamos todos irmanados neste planeta maravilhoso e, se quisermos um amanhã melhor, temos de lutar para que ele se concretiza.

by Adriano César Curado

Nenhum comentário: