E agora?

E agora que as eleições proporcionais se foram? Que será de nós?

Nenhum comentário: