Usina nuclear no Brasil para quê?

      O Brasil não necessita explorar a energia nuclear. Temos imensos cursos d'água para hidrelétricas, grandes áreas iluminadas pelo sol o ano todo, além da possibilidade de exploração dos bons ventos que assopram por aqui. Então mexer com usinas atômicas para quê? Elas são caras, de custosa manutenção, além, é claro, do risco permanente.

      Essa discussão veio à tona, obviamente, por conta da recente tragédia no Japão. Mas de há muito o governo federal vem com uma conversa fiada de inaugurar Angra 3 e construir outras usinas por diversas regiões do Brasil. A militante ambientalista Marina Silva (PV), sem mandato desde que concorreu às eleições presidenciais do ano passado, defende a realização de uma consulta popular sobre a necessidade de o Brasil utilizar energia nuclear, depois do desastre ocorrido no Japão.

      Disse Marina em entrevista à Reuters: "Eu defendo que a bancada federal do PV trabalhe a ideia de um plebiscito para entender se a população brasileira quer ou não que o dinheiro do contribuinte seja gasto com uma energia cara e insegura, perigosa para a população do entorno e para o equilíbrio ecológico do país".

      Contou também que o PV organizará uma manifestação em Angra dos Reis em 26 de abril de 2011, data do aniversário do acidente nuclear de Chernobyl (Ucrânia), na então União Soviética, em 1986, considerado o pior da história. A ideia é sensibilizar a opinião pública, mostrar que, se continuarmos nesse caminho, seguiremos na contramão do restante do mundo.

2 comentários:

Paulo de Assis Abreu disse...

Também não entendo para quê o Brasil ter usina nuclear, com esse tanto de rios represáveis. Mandou bem, escritor.

Elisa Vieira disse...

Não há porque construir essas "bombas nucleares" em solo pátreo, vc está certo.