A imortalidade à vista



     De acordo com o cientista Aubrey de Grey, a primeira pessoa a comemorar seu aniversário de 150 anos já nasceu. E a primeira pessoa a viver até os mil anos pode demorar menos de 20 anos para nascer. Biomédico gerontologista e cientista-chefe de uma fundação dedicada a pesquisas da longevidade, De Grey calcula que os médicos poderão ter à mão todas as ferramentas necessárias para "curar" o envelhecimento, extirpando as doenças decorrentes da idade e prolongando a vida indefinidamente.

     O cientista antevê uma época em que as pessoas irão ao médico para uma "manutenção" regular, o que incluiria terapias genéticas, terapias com células-tronco, estimulação imunológica e várias outras técnicas avançadas. Ele descreve o envelhecimento como o acúmulo de vários danos moleculares e celulares no organismo. Não se sabe exatamente como a expectativa de vida vai se comportar no futuro, mas a tendência é clara. Atualmente, ela cresce aproximadamente três meses por ano, e especialistas preveem que haverá um milhão de pessoas centenárias no mundo até 2030. Atualmente, só no Japão já há mais de 44 mil centenários. O registro da pessoa que mais até o momento foi até os 122 anos.

     Se tais previsões se concretizarem, muitas discussões surgirão. O que fazer com a previdência social, com tantos contribuintes aposentados? E o limite de pena dos crimes de 30 anos, não será irrisório para o indivíduo que viverá até os mil anos? Essas terapias genéticas estarão disponibilizadas a todos, ou somente uns poucos privilegiados terão acesso a ela? Se controlarem a natalidade com rigor, não nascerá mais ninguém. Se não controlarem, quem alimentará uma população que só cresce, nunca diminui?

Fonte: baseado no texto de Kate Kelland | Reuters.

5 comentários:

Maria Rita Fernandes Costa disse...

Deus me livre que dar vida eterna a esses políticos brasileiros!!!!

Heloisa Moreira Correia disse...

Você abordou bem o assunto, ao final da matéria, quando indaga quem serão os privilegiados a se submeterem ao tratamento revolucionário. Certamente que essa é a grande solução para acabar com a pobreza no mundo, pois logo somente os ricos sobreviverão! Dá até filme de ficção científica. Parabéns pela postagem atual e inovadora.

Marília Felix disse...

Gostei daqui!

Me aguarde em tua tenda!

Nos lemos por aí.

Beijos

MARILENE disse...

A ciência promete. E divulgou. Não acredito que seja para nós, ainda vai demorar. Mas o mundo também não será o nosso, terá que recomeçar, em outras bases.

Sam. disse...

A ciência e a velha história de brincar de Deus!
Já nos basta o quanto andamos robotizados né!
Me pergunto o que ficará de natural nesse mundo para os nosso netos!

Obrigada pela visita e comentário no meu canto!
É sempre muito bem vindo!

Um beijo!