Sonhos confeitados



sonho gostoso com
primaveras eternas
de flores multicoloridas
espalhadas por aí
de sonhos intermináveis
em portos distantes
à espera de navios antigos
que jamais aportarão


***

sonho confuso com
ninfas esfumaçadas
com amores impossíveis
entre luz e escuridão
mas daí sei que
todo amor é possível
se houver afeto,
doação e compreensão


***

sonho acordado com
os perfumes
que o vento traz
com a imagem
de deliciosos
confeitos de luz
com a cobertura
encorpada e apetitosa
da vitória
neste universo
ilusório e caduco
dos que buscam a glória

by Adriano César Curado

8 comentários:

Camila Lacerda disse...

Adorei a sensibilidade com que escreve....excelente postagem! Abraços e bom fim de semana!

Janaína de Lima disse...

Seu poema é lindo e faz a imaginação da gente voar para lugar nunca dantes navegados! Meus parabéns pela postagem.

Fernanda Sousa disse...

Lindo, belíssimo esse poema, que dá vontade de saborear com as papilas gustativas!!! kkk Meus parabéns. Beijão.

MARILENE disse...

Não importa a natureza do sonho, desde que ele esteja presente.

Bjs.

Paula Moraes disse...

Muito bom Adriano, Parabéns...Obrigada pela visita tbm...=)
www.paulamlima.blogspot.com
Bom domingo.
Bjs

Borboletas no Estômago disse...

tenho pra mim que esses são os melhores...

Paula Moraes disse...

Lindo mesmo...Adorei!
Hoje estou aqui para dividir a minha alegria... Obrigada!
100 seguidores...Como gratidão e com muito carinho fiz um selinho comemorativo...=)
Passe quando quiser e puder para pegar o que já é seu...<3
Mesmo que não colecione passe lá para vê-lo
Bjs e boa semana.

Anônimo disse...

Você é um grande poeta, aquele capaz de tocar o coração da gente. Meus parabéns.