O ocaso do dia


     Lindo é o pôr-do-sol que sangra o peito do firmamento e borrifa esplendorosa magia multicolorida pelas serras do além. É momento único para a reflexão, naquele encontro singular com o “eu” interior, de preferência num mirante distante e silencioso. As luzes se apagam aos poucos no poente e a escuridão começa a afugentar as criaturas diurnas. Mas enquanto durar esse crepúsculo mágico, quero deixar-me vagar por outros tempos, em sonhos diversos pelas estradas da vida.

by Adriano César Curado

4 comentários:

Lindalva disse...

Me leva junto?
Passando para deixar um beijinho doce, para adoçar o restinho da semana!

Juju Porcino Loureiro disse...

Sensacional, fantástico, maravilhoso e todos os adjetivos do mundo p/elogiar o seu texto seria pouco. Parabéns! Estou encantada!
Apareça lá no meu cantinho, viu?

Alê disse...

Me renovam,

Na minha cidade, os melhores entardeceres são os de setembro, repletos de luz,


bjkas

disse...

O fim do dia é quando paramos para refletir sobre nossas ações e analisar se foram boas e se podem ser melhoradas para o amanhã.