Dois corações


     Dois corações palpitam dentro de mim. Um é racional extremado, comedido e preocupado demais. O outro é desmedido, inconsequente e fogoso. Não posso permitir que nenhum deles prevaleça absoluto. Então, se recuo demais ante as adversidades, sinto com o coração ousado, e as circunstâncias simplesmente acontecem. Mas se me arrisco demais, expondo-me, então é melhor ouvir o coração prudente, que me leva lentamente por caminhos mais seguros. Essa dualidade em minha mente permite que eu sobreviva e ao mesmo tempo aconteça nas apresentações do teatro da vida.

by Adriano César Curado

7 comentários:

Patricia Thomaz disse...

Um equilíbrio. Tenho me sentido um pouco assim também. Apesar de, as vezes, me perder dentro de mim e cometendo erros.Me dou demais. Mas também já não vejo problema em errar. Caio fundo e me levanto aos poucos me refazendo.Desabrochando.

p.s: Obrigado pelas palavras. Me deixaram muito feliz e realmente estou pensando em seguir esse caminho.Beijinhos.

Aksa Bandeira disse...

Oi ADriano. Muito legal o seu blog, obrigada pela visita em meu cantinho e seja sempre bem vindo.

Bom fim de semana p/ vc**

Alê disse...

Mas vez em quando, permita-se perder o controle,

Deixe que o irracional domine, sinta, expanda...


Porque amar é perder o controle

disse...

Essa sualidade de que vc fala também está no meu íntimo e estou em constante luta contra ela.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Oi bom dia!!Vejo também que é muito romantido.Adorei o seu blog.Obrigada pelo carinho,com certeza estarei sempre dando uma olhadinha. Beijinhos.