Arremessos de saudade


O sol me desperta
derrama a luz
dourando meu sonho
na face dormente
do vértice nascente
oposto crepuscular,

e me acompanha no dia,
ciente do meu fraco,
ausente em crítica
ensina silencioso
que é preciso lutar,
essencial perseverar
valores perdidos.

O sol se despede
na tarde poente
de um dia ilusório,
de uma vida finita,
de um sonho ausente.

A noite que chega
trás o banzo do sol,
arremessos de saudade
do que ainda não foi
mas poderia ser,
do amor que não veio
mas não foi esquecido.

Pois num dia qualquer,
de um ano vindouro,
na calmaria de sonhos,
ainda vamos nos encontrar.

by Adriano César Curado

18 comentários:

Fernanda Soares disse...

Saudade é dos melhores sentimentos que tem, faz a gente relembrar fatos que marcaram. Lindo seu poema, meu querido, beijos de luz e brilho.

Aninha disse...

Um poema fala à alma de uma mulher, são como as flores e o chocolate numa grata surpresa. Linda postagem para enfeitar minha tarde. Beijos.

Juju Porcino Loureiro disse...

"...ensina silencioso que é preciso lutar, essencial perseverar valores perdidos."

LINDOOOOOOOOOO!!!
ESTOU DE PÉ TE APLAUDINDO. PARABÉNS!

Amor e outros delírios disse...

Lindo poema!
O sol tem luz, podemos ver melhor, mas de certa forma, o dia esconde as dores, as saudades, as lembranças de amores... como vc disse.
E é a noite, na escuridão da noite, que as enxergamos melhor.
Contraditório, não é?
Beijos, querido!
Marie
amoreoutrosdelirios.blogspot.com

Mila Noya disse...

É um previlégio ler teus escritos.
Que poema lindo!
Saudade etérea, às vezes física.
Mas qual a nossa história, se esta não for construída e protegida por esse sentimento nostalgico e melancólico , mas também esperançoso? É a saudade que nos ajuda a não perdermos as forças, e não ser secos. Nos constrói lembranças, e sensações, umas doem, outras apenas nos fazem querer viver mais e mais...

Lindo. Lindo!!Obrigada pela oportunidade de te ler.

Lilian disse...

Como deveria haver mais poesia neste mundo! Eu leio você e aprendo que o amor está nas entrelinhas da vida, nos subúrbios do gostas, nas ondas do mar que a luz solar ilumina. Você é um precioso achado, poeta, e por isso lhe deixo um beijo de gratidão.

Yasmine Lemos disse...

Saudade,sol e esperança de um reencontro ,lindo!
beijos
um fim de semana de muita luz e az

Karina Guimarães disse...

Belo poema!!


Um otimo final de semana.
Bjs!

Severa Cabral(escritora) disse...

Lindo poema meu amigo!
Bjssssssss

Luna Sanchez disse...

Sem fé somos nada.

Alê disse...

O sol cheio de fé,

Me renova!

mizia disse...

Simplemente...LINDO!!!
É um privilégio ler sua escrita!
Beijinhos :)

Daniela Dias Ortega disse...

Olha que legal, eu penso e sinto que as fases do sol durante o dia nos trazem tipos diferentes de humor, sentimento, e o poema traz isso de uma forma tão bonita!

Um grande abraço!!

Marli Carmen disse...

Escrevi uma resenha lá no blog...beijinhos

Joice Furtado disse...

Olá Adriano, lindo poema. Mt obrigada pelo comentário. =)

Vanessa disse...

Esse poema seu é perfeito e tem uma magia inesquecível. Parabéns. Bjs.

Lara Mendes disse...

Sublime obra prima! Beijos.

Carol Fernandes disse...

Poema simplesmente maravilhoso. Beijos.