Ensaio sobre o ano novo



      A virada do ano não deve ser data comum, com uma simples virada de calendário. Deve ser um instante único em que nos comprometemos com a renovação.

    Quando todos se confraternizam com a gente, com votos de felicidade no ano que se inicia, é o momento de aproveitar essa corrente positiva e engatar nela nossas mais caras aspirações.

      Porque a vida é aqui e agora. Só temos a certeza do hoje, do presente instante, pois o que virá é incerto e talvez sequer chegue. Então aproveite cada momento do seu dia, como se o último fosse. Muita gente não terá uma próxima oportunidade.

      Eu desejo a você, caro leitor ou leitora da Tenda das Palavras, um ano de 2012 transbordante de multicoloridos confeitos de amor, paz, harmonia e renovação. Que todas as bênçãos do Universo se derramem sobre sua sublime pessoa e a eleve às merecidas alturas celestiais.

Adriano César Curado

7 comentários:

blog. da Tereza Maria disse...

Olá amigo
Seu texto é lindo!
Concordo plenamente e lhe desejo um 2012 de muita isnpiração e AMOR.
Que em 2012 estejamos juntos partilhando nossas poesias.
Beijo poético no coração!
FELIZ ANO NOVO!

Lara Mendes disse...

Adriano, você postou uma verdade sem contestação. De fato, devemos mesmo mudar no íntimo e não só no calendário.

Beijos de muita paz e felicidade em 2012.

Alê disse...

E Eu desejo a Ti, Adriano:

Paz, conquistas, saúde e amor!



Bjkas

Vanessa disse...

Temos mesmo mudar mais que o calendário nesta virada de ano, precisamos nos propor à renovação e ao autoconhecimento.

Feliz ano novo, meu querido, beijos.

Paula disse...

Que nesse ano que se inicia em breve, você possa continuar nos brindando com suas postagens maravilhosas.

Beijos, meu querido.

Fernanda Soares disse...

Sua postagem fez minha alma despertar para a necessidade de começar já uma meditação sobre mudanças de vida.

Obrigada, lindinho, beijos.

disse...

O Ano Novo é a trégua para a gente jogar no lixo o que não presta mais e se preparar para novas conquistas.

Beijokas, meu querido.