Carnaval responsável



     O Carnaval é uma data interessante. Muita gente faz coisas que, na normalidade do cotidiano, nunca deixaria acontecer. Acho que tem uma energia que paira no ar, uma certa sintonia hipnotizante que toma conta da mente coletiva. É passar um carro de som e todos por perto já começam a dançar.

      Se for uma diversão sadia, sem maiores consequências, está ótimo. Mas os abusos devem ser evitados, pois sempre chegará a Quarta-feira de Cinzas e a ressaca moral. No ano passado, uma conhecida me contou que beijou vinte pessoas (entre homens e mulheres). Se isso é divertir-se, então acho que sou um careta quadrado.

      Há os que preferem aproveitar a ocasião para o descanso e a meditação. Outros oram e participam de encontros religiosos. Mas a grande maioria quer mesmo é cair na balada. De minha parte, vou para o interior, onde uma bandinha nostálgica revive velhas marchas carnavalescas.

      Aproveitem a data da maneira como lhes aprouver, mas com consciência e responsabilidade, para que possamos nos reencontrar aqui muitas outras vezes.

      Que a paz prevaleça.

Adriano César Curado

2 comentários:

Alê disse...

O meu vai ser de paz,

Que o seu também seja,


Bjka

Parole disse...

Olá querido.

Não entendo muito bem esses excessos no carnaval, por isso, carnaval nem pela tv... Aproveitei mesmo para colocar meu trabalho em dia e o resto do tempo passei lendo e assistindo filmes.Uma delícia!

Beijos, querido.