A festa das Cavalhadas de Pirenópolis

Lá vou eu assistir outra festa das Cavalhadas de Pirenópolis. Para quem não conhece, eu recomendo. É um espetáculo grandioso e inesquecível. São vinte e quatro atores montados a cavalo, vestidos com elegantes trajes militares, e revivem as velhas batalhas medievais entre mouros e cristãos na Península Ibérica. Essa encenação se dá dentro das comemorações da Festa do Divino Espírito Santo. E só para se ter uma ideia da idade da tradição, esta é a 197ª festa. Quase dois séculos de muito barulho, colorido e devoção.

Nos intervalos das coreografias, entram em cena pessoas com fantasia de animais, montadas ou a pé, que divertem o público com suas palhaçadas e brincadeiras. A arena das batalhas é imensa e cercada de camarotes, parece mesmo que estamos na Idade Medieval.

Agora sou morador da cidade, para onde transferi meu escritório de advocacia e levo uma vida bem tranquila, longe dos grandes centros urbanos. Então tenho meu próprio camarote, com direito a privacidade e vista exclusiva para o campo de lutas. Mas a maior parte do tempo eu gasto com a fotografia. Sou fotógrafo por paixão, mesmo sentimento que me une à literatura e à advocacia, e então me dedico com afinco ao que faço. Prometo publicar aqui posteriormente as melhores fotos que conseguir do evento.

Ainda dentro dos festejos em louvor ao Espírito Santo (época de Pentecostes), muitas outras manifestações artísticas ocorrem na cidade. De madrugada, por volta das cinco horas, sai a banda de música pelas ruas estreitas, é um convite à alvorada festiva. É melhor seguir a banda porque servem café quentinho com quitandas na casa do festeiro e o foguetório não deixa a gente dormir. Mais tarde esse mesmo festeiro será conduzido solenemente dentro de um cortejo imperial, cercado por crianças vestidas de branco e ao som da banda. Tem também o congo, a congada, contradança, pastorinhas etc.

Neste ano de 2015, as Cavalhadas ocorrerão nos dias 24, 25 e 26 de maio. Venha participar.

Adriano Curado

Um comentário:

Bell disse...

Que legal, eu gostaria de ver